[Resenha] Adelphos - M. Pattal


Enzo, Dan e Mila são três adolescentes que possuem diferentes tipos de deficiência física e estão se preparando para as olimpíadas. Todos sofrem com algum tipo de rejeição por parte de pessoas bem próximas e todos vão viver uma grande aventura em breve.

Eles vivem em diferentes regiões do Brasil, mas agora serão transportados para Oykos, uma terra totalmente nova. Ela é dividida em várias subterras (do mesmo jeito em que dividimos os países em estados) e cada uma tem a sua particularidade, cada uma delas é responsável por produzir alguma coisa para que todas as outras também possam ter, por exemplo, os cavalos usados pelos oykanos são da terra de Zóa, onde são cuidados e adestrados.

Ao chegarem em Oykos, cada um vai para uma terra diferente e enquanto vão percorrendo o seu trajeto eles irão passar por todas as terras oykanas. Todas as terras tem um lema é uma bandeira e o mais impressionante é que o livro não trata apenas de uma história de aventura, isso me surpreendeu, o autor busca trazer ensinamentos valiosos em cada uma das terras, seus lemas e modo de viver vão nos dando uma chuva de realidades que muitas vezes não são ditas.

Tudo as mil maravilhas, né? Não mesmo! Oykos é parcialmente dominado pelo Dragão Ponéros há muitos anos, que se fortalece sempre que é praticada uma má ação. Mas ele não aguarda essas coisas acontecerem, ele as iduz com a ajuda de Ánomo, que é o governante de Kefály, a capital.

As pessoas que acreditam que o rei regressará recebem a pistis e a marca de Pneuma no peito, essas pessoas são chamadas de Adelphos e precisam de um treinamento em Adelphia para que possam lutar contra as coisas ruins de Oykos e recrutar mais Adelphos.


“Você é livre não para fazer o que é errado, mas para escolher o que é certo”

Não houve um aprofundamento muito grande em torno de alguns dos personagens, mas isso pode ser explicado por ser uma trilogia. O livro tem capítulos intercalados para mostrar o caminho dos três protagonistas, mas pode ser dito que não influenciou no entendimento e nem de uma maneira geral.

Adelphos é um livro gostoso de ser lido, com um texto fluido e lições que irão sendo aprendidas no decorrer da leitura, porém nele estão contidas muitas informações, por exemplo os nomes (difíceis) de alguns personagens, terras e os significados das latréias. Por esse motivo é necessário que mantenha total atenção o tempo inteiro, mas cá entre nós, porque não prestar total atenção nesse livro maravilhoso?

Para entrar em contato com o autor clique aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Maracujá

Desejos de setembro ❤

[Resenha] Extraordinário - R. J. Palácio