Juventude

As margens de mais um aniversário minha crise se agrava. Aquela ansiedade que eu tinha de completar mais um ano passou, se esgotou. Não é que eu não goste de aniversários, eu adoro, mas eu bem que poderia ainda ter 15 anos, não é?

Uma coisa boa de ser mais velho é que vemos as coisas de uma outra perspectiva e percebemos o quanto fomos todos em determinadas situações, como choramos a toa, nos preocupamos em perder algo que nunca foi nosso. 

A “maturidade” vem e nos mostra alguns aspectos da vida, mostra que as pessoas fazem coisas para ferir os outros, para sair por cima em determinadas situações, uma coisa que em minha inocência infantil não era esperado, tudo era festa e amor.

As desilusões, amizades e amores vão ficando pelo caminho, pessoas antes essenciais hoje são apenas aqueles pontinhos de luz que vinheram, alegraram os dias e se foram. Deixaram parte delas conosco e pegaram uma parte nossa, fomos unidos enquanto fomos, somos eternos em nossas lembranças.

Crescer é isso, saber que as pessoas irão embora e aproveitar ao máximo enquanto ainda estão por perto, mas saber que a hora da partida irá chegar e apenas deixar acontecer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desejos de setembro ❤

[Resenha] Extraordinário - R. J. Palácio

[Resenha] A Lenda de Materyalis - As Crônicas de Aliank #1