Carta ao acaso

São Paulo, 16 de abril de 2016

Peço licença, pois no local da saudação colocarei uma explicação, está carta é sim direcionada a alguém, mas essa pessoa irá ler e saber na hora que me refiro a ela, os outros não precisam necessariamente saber quem é.

Não é uma amizade antiga, mas é intensa, temos muitas histórias para contar? Talvez, todavia, podemos não contar, apenas para ter isso como um segredo entre nós.

Há quem confunda o sentimento com algo a mais, existiram pessoas que pensaram coisas errôneas, mas hoje não mais. Brigamos? Quase sempre, por motivos idiotas, que no caso quem começa não sou eu! Hahah

Confusões, má interpretação, falta de comunicação, desencontros. Tudo está ligado às discussões, mas, cá entre nós, quem nunca discutiu com alguém que é especial?

Poderia ter escrito para qualquer pessoa, em qualquer lugar, várias propostas interessantes, mas, preferi endereçar a um amigo, já que, nunca havia escrito nada para tal, ou tinha? Não me lembro ao certo, aí essa mania de escrever as coisas no papel e perder depois.

Está síntese não conseguiu expressar o quanto eu gosto de você e da sua amizade, mas, mesmo assim, abraços e boa tarde.

Comentários

  1. Cartas para os amigos <3 Que saudade de quando escrevia várias..haha

    Beijo!
    http://www.miopesanonimos.com/

    ResponderExcluir
  2. "aí essa mania de escrever as coisas no papel e perder depois." acredite, eu te entendo haha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Maracujá

Desejos de setembro ❤

[Resenha] Extraordinário - R. J. Palácio