#7dias7noites - Resumo do 1° dia

Boa noite, gente!! Hoje o assunto é bem legal, como já foi dito no último post, eu estou fazendo uma maratona de 7 dias, que teve início hoje, dia 14 e terminará na próxima segunda, dia 21. Também tem a lista de livros que eu pretendo ler.
Só para esclarecer uma coisa, não irei seguir aquela lista, pois ela é só para orientar.
Hoje eu acordei cedo, determinada a começar logo a bendita maratona, optei por ler primeiro Perdão Mortal do Robin LaFevers, conta a história de Ismae, que vai parar em um convento onde é treinada para ser uma assassina, meio pesado ne? Eu lhe digo que não, pelo menos o que eu li por enquanto não, mas eu estou bem no comecinho (pág 110 de 414). Amanhã eu atualizo vocês sobre como terminou meu dia hoje e como correu a terça-feira!!
Aos dezessete anos, tudo o que Ismae Rienne conhecia era pobreza e homens abusivos: garotos que a atacavam com pedras, um pai violento e um pretendente repulsivo, que a comprou por três moedas de prata. Até que ela é levada para o convento de Saint Mortain, o misterioso Deus da Morte. Lá ela é treinada para se tornar uma habilidosa assassina e descobre que foi abençoada com perigosos dons pelo próprio Mortain. Para provar que merece o título de filha da Morte, Ismae parte em uma importante missão envolvendo a segurança da duquesa da Bretanha e o aniquilamento de seu traidor. Mas, ser uma serva da Morte pode não ser exatamente o que as freiras tinham ensinado no convento. Ismae vai aprender que a independência é conquistada com duras consequências, e que o destino de um país inteiro – e do único homem que ela seria capaz de amar – estão em suas mãos. Estabelecida na França medieval, misturando fantasia com ricos detalhes históricos em estilo “Game of Thrones”, Perdão mortal é o primeiro livro do “Clã das Freiras assassinas”, uma trilogia sofisticada, sombria e emocionante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desejos de setembro ❤

[Resenha] Extraordinário - R. J. Palácio

[Resenha] A Lenda de Materyalis - As Crônicas de Aliank #1